À Procura da Verdade

Este fórum foi iniciado para que se pudesse conversar livremente e colocar os diversos pontos de vista sobre as verdades bíblicas.
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe
 

 Como foi que a serpente no jardim do Éden transmitiu a tentação a Eva?

Ir em baixo 
AutorMensagem
são vieira



Mensagens : 923
Reputação : 16
Data de inscrição : 24/07/2009
Localização : portugal

Como foi que a serpente no jardim do Éden transmitiu a tentação a Eva? Empty
MensagemAssunto: Como foi que a serpente no jardim do Éden transmitiu a tentação a Eva?   Como foi que a serpente no jardim do Éden transmitiu a tentação a Eva? EmptyTer Ago 10, 2010 5:54 am



Génesis 3:1 diz: “Ora, a serpente mostrava ser a mais cautelosa de todos os animais selváticos do campo, que Jeová Deus havia feito. Assim, ela começou a dizer à mulher: ‘E realmente assim que Deus disse, que não deveis comer de toda árvore do jardim?’”

Tem-se sugerido diversos métodos quanto a como a serpente comunicou-se com Eva, inclusive de que ela o fez mediante linguagem ou gestos corporais. Por exemplo, o clérigo inglês, Joseph Benson comentou: “Não somos informados de que modo ela [a serpente] lhe falou: mas parece mais provável que foi por meio de algum tipo de sinais. Alguns, deveras, supõem que o raciocínio e a linguagem fossem então conhecidas características das serpentes, e que, por conseguinte, Eva não ficou surpresa diante do raciocínio e da linguagem dela, o que, de outra forma, julgam eles, ela deveria ter ficado: mas não temos prova disso.”

Tem-se raciocinado que a própria presença e acções da serpente poderiam dar a entender uma mensagem. Naturalmente, não foi aos animais, mas ao homem (Adão) que Deus disse: “Quanto à árvore do conhecimento do que é bom e do que é mau, não deves comer . . . porque no dia em que dela comeres, positivamente morrerás.” (Génesis 2:17) Todavia, se a serpente — conhecida por ser bastante “cautelosa” — estava na árvore, Eva pode ter concluído que a árvore não devia ser tão perigosa assim. A serpente podia até mesmo ter feito movimentos sedutores que pareciam indicar que o envolvimento com a árvore lhe trouxera benefícios.

No entanto, simples movimentos corporais dificilmente explicam tudo que lemos em Génesis 3:1-5, tais como a serpente indicar que Eva se tornaria como Deus e poderia decidir o que era bom e o que era mau. Além disso, a história inspirada declara que a serpente “começou a dizer à mulher”. De modo lógico, Eva respondeu por falar. Então, “a serpente disse à mulher” algo mais. Sustentar, como Joseph Benson o fez, que a serpente comunicou-se simplesmente por sinais ou movimentos, levaria ao conceito de que Eva respondeu igualmente, replicando com gestos.

No entanto, o apóstolo Paulo referiu-se a este incidente e advertiu aos cristãos Coríntios: “Tenho medo de que, de algum modo, assim como a serpente seduziu Eva pela sua astúcia, vossas mentes sejam corrompidas.” Esse perigo provinha dos “falsos apóstolos, trabalhadores fraudulentos”. Certamente, a ameaça que os “superfinos apóstolos” apresentavam era mais do que mediante gestos e aparências; incluía sua linguagem, suas palavras astutas proferidas para desencaminhar outros. — 2 Coríntios 11:3, 5, 13.

Mas, será que a serpente literal possuía cordas vocais que lhe permitissem falar? Não há nada que sugira isso. Nem tampouco ela necessitava disso. Quando Jeová falou a Balaão mediante um animal de carga, isto não significava que a jumenta possuísse uma complexa laringe semelhante à existente na garganta humana de Balaão. Lemos: “Por fim, Jeová abriu a boca da jumenta e ela disse a Balaão . . .” Balaão respondeu à pergunta daquele animal, extraindo depois um comentário desse animal que, por si mesmo, era incapaz de proferir linguagem humana. (Números 22:26-31) Nesse incidente, Jeová abriu os olhos de Balaão para ver a presença dum anjo, um espírito sobre-humano. De modo que, quando esse ‘animal de carga, sem voz, fez pronunciação com voz de homem’, a causa e o poder da acção veio do domínio espiritual. — 2 Pedro 2:16.

Bem, será que Deus empregou então uma forma de ventriloquismo miraculoso? Talvez, mas não podemos ser dogmáticos quanto ao método exacto empregado. João 8:44 e Revelação 12:9 mostram que aquele por trás da serpente literal no Éden era o que veio a ser “chamado Diabo e Satanás”. Ele, também, é um espírito sobre-humano, porém iníquo. — 1 Samuel 28:7, 8, 15-19.

Consequentemente, mesmo que os movimentos da serpente literal servissem para confirmar sua mensagem a Eva, evidentemente linguagem real — palavras audíveis que Eva podia ouvir e às quais responder — estava envolvida. E isto se deu por instigação do arquienganador, Satanás, que “persiste em transformar-se em anjo de luz”. — 2 Coríntios 11:14.

como às vezes dizemos: ‘Acções falam mais alto do que palavras.’”

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Como foi que a serpente no jardim do Éden transmitiu a tentação a Eva?
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Como se resolve?
» COMO O CRISTÃO DEVE SE COMPORTAR APOS AS ELEIÇÕES ?
» Como ler um voltimetro?
» Como escolher uma igreja?
» Matriz inversa

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
À Procura da Verdade :: Pentateuco :: Gênesis :: Pecado-
Ir para: