À Procura da Verdade

Este fórum foi iniciado para que se pudesse conversar livremente e colocar os diversos pontos de vista sobre as verdades bíblicas.
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe
 

 Visto que a Bíblia diz que o profeta Samuel ofereceu sacrifícios, significa isso que era sacerdote?

Ir em baixo 
AutorMensagem
são vieira



Mensagens : 923
Reputação : 16
Data de inscrição : 24/07/2009
Localização : portugal

Visto que a Bíblia diz que o profeta Samuel ofereceu sacrifícios, significa isso que era sacerdote? Empty
MensagemAssunto: Visto que a Bíblia diz que o profeta Samuel ofereceu sacrifícios, significa isso que era sacerdote?   Visto que a Bíblia diz que o profeta Samuel ofereceu sacrifícios, significa isso que era sacerdote? EmptyQua Ago 11, 2010 9:53 am



Não, as Escrituras mostram claramente que Samuel não era sacerdote da linhagem de Arão. Elcana, pai de Samuel, morava em Rama, na região montanhosa de Efraim, e por isso é chamado efraimita. Mas, genealógicamente Elcana era levita da família não-sacerdotal descendente de Coate. (1 Sam. 1:1, 19; 1 Crô. 6:27, 33, 34) Sendo levita coatita, não-sacerdotal, Samuel não estava autorizado a oficiar junto ao altar do santuário, e não há registo de que o fizesse. A lei de Deus declarava a respeito dos levitas que não eram da família de Arão: “Não se devem chegar aos utensílio do lugar santo e ao altar, para que não morram.” (Núm. 18:3) No entanto, visto que Samuel era representante e profeta de Jeová, ele oferecia sacrifícios, em harmonia com a orientação divina, em outros lugares, não no santuário, assim como foi feito por Gideão, da tribo de Manassés, e mais tarde pelo profeta Elias. — Juí. 6:15, 25-28; 1 Reis 18:36-38.

É digno de nota que, quando o Rei Saul ‘se constrangeu’ a oferecer o sacrifício queimado, Samuel não o acusou de assumir erroneamente o cargo sacerdotal. Ele simplesmente disse a Saul: “Agiste nesciamente. Não guardaste o mandamento de Jeová, teu Deus, que ele te ordenou, porque se o tivesses guardado, Jeová teria tornado firme o teu reino sobre Israel por tempo indefinido. E agora teu reino não durará.” (1 Sam. 13:12-14) Portanto, por causa da violação de que ordem censurou Samuel a Saul? E que princípio orientador aprendemos disso?

Anteriormente, Samuel havia dito a Saul: “Tens de descer na minha frente a Gilgal; e eis que desço a ti para oferecer sacrifícios queimados, para ofertar sacrifícios de participação em comum. Deves ficar esperando por sete dias, até a minha vinda a ti, e certamente te deixarei saber o que deves fazer.” (1 Sam. 10:Cool Mesmo que esta ordem se referisse a outra ocasião (conforma crêem alguns comentaristas), seria de certo modo paralela à que Saul violou. Qualquer que seja o caso, resta o fato de que Samuel era representante de Jeová, e, portanto, o ordem violada era realmente a ordem de Jeová, e isto não podia passar com impunidade. De modo que o pecado de Saul consistiu em adiantar-se ele presunçosamente com o sacrifício e em não obedecer a ordem de Jeová (dada por intermédio de Samuel), de que devia esperar. Não envolvia nenhuma tentativa de se apoderar do cargo sacerdotal, pois, Samuel não era sacerdote arônico. O pecado de Saul era diferente do pecado dum rei posterior, Uzias, a quem se disse: “Não cabe a ti, o Uzias, queimar incenso a Jeová, mas cabe aos sacerdotes, filhos de Arão.” — 2 Crô. 26:18.

O pecado de Saul ilustra que é um caso muito sério quando alguém desconsidera os arranjos de Deus. Samuel não fizera a si mesmo profeta. Foi Jeová Deus quem, por meio de seu espírito, o chamou para ser tal, de modo que todo o Israel “começou a perceber que Samuel estava acreditado para a posição de profeta”. (1 Sam. 3:19, 20) De modo similar, os que servem como superintendentes e pastores na congregação cristã recebem sua designação por espírito santo. (Atos 20:28) Naturalmente, não falam por inspiração divina assim como Samuel. Não obstante, não devemos ser presunçosos e tentar assumir as responsabilidades e deveres dos assim designados, talvez por acharmos que não estão cuidando direito dos assuntos ou são vagarosos demais. Todo aquele que deliberadamente tomasse tal acção, assim como o Rei Saul, traria sobre si dificuldades e poria em perigo sua relação com Jeová Deus.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Visto que a Bíblia diz que o profeta Samuel ofereceu sacrifícios, significa isso que era sacerdote?
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Salvo pela Bíblia
» Que igreja Universal é essa? Quem são os primogênitos, na igreja dos primogênitos??
» Codex Sinaiticus X Bíblia Protestante - qual delas está correta?
» DEVEMOS LEVAR A BÍBLIA AO PÉ DA LETRA ?
» o que significa o termo selá?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
À Procura da Verdade :: Profetas :: Samuel :: Início da decadência de Saul-
Ir para: