À Procura da Verdade

Este fórum foi iniciado para que se pudesse conversar livremente e colocar os diversos pontos de vista sobre as verdades bíblicas.
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe
 

 livro de 1 samuel

Ir em baixo 
AutorMensagem
são vieira



Mensagens : 923
Reputação : 16
Data de inscrição : 24/07/2009
Localização : portugal

livro de 1 samuel Empty
MensagemAssunto: livro de 1 samuel   livro de 1 samuel EmptySeg Set 21, 2009 6:51 am

Que impressionante história contém Primeiro Samuel! Com honestidade notável em todos os pormenores, expõe tanto a fraqueza como a força de Israel. São mencionados aqui quatro líderes de Israel: dois seguiram a lei de Deus e dois não. Note-se como Eli e Saul fracassaram nos seus deveres: o primeiro negligenciou tomar ação e o segundo agiu presunçosamente. Por outro lado, Samuel e Davi mostraram amor pelo caminho de Jeová desde a sua mocidade, e prosperaram em conseqüência disso. Que lições valiosas encontramos aqui para todos os superintendentes! Quão necessário é que estes sejam firmes, que velem pela pureza e pela ordem na organização de Jeová, que respeitem as providências tomadas nela, que sejam destemidos, calmos, corajosos, que tenham amor e consideração para com os outros! (2:23-25; 24:5, 7; 18:5, 14-16) É digno de nota também que os dois que foram bem-sucedidos tiveram a vantagem de uma boa formação teocrática desde a tenra infância, e, bem jovens ainda, falavam corajosamente a mensagem de Jeová e se desincumbiam dos interesses que se lhes confiavam. (3:19; 17:33-37) Que todos os jovens adoradores de Jeová hoje possam ser pequenos “Samuéis” e pequenos “Davis”!

 Dentre todas as palavras proveitosas deste livro, é preciso lembrar claramente as que Jeová inspirou Samuel a proferir ao julgar Saul por este não “extinguir a menção de Amaleque debaixo dos céus”. (Deut. 25:19) A lição de que ‘a obediência é melhor que sacrifício’ é repetida em várias situações, em Oséias 6:6, Miquéias 6:6-8 e em Marcos 12:33. (1 Sam. 15:22) É essencial que tiremos proveito hoje deste relato inspirado, obedecendo plena e completamente à voz de Jeová, nosso Deus! A obediência em reconhecer a santidade do sangue é também trazida à nossa atenção, em 1 Samuel 14:32, 33. Comer carne sem que se tenha deixado escoar devidamente o sangue era considerado ‘pecar contra Jeová’. Isto se aplica também à congregação cristã, segundo o que é dito claramente em Atos 15:28, 29.

 O que ressalta do livro de Primeiro Samuel é o lastimável erro de uma nação que chegou a considerar a dominação de Deus desde os céus como não sendo prática. (1 Sam. 8:5, 19, 20; 10:18, 19) As armadilhas e a futilidade da dominação humana são retratadas de modo descritivo e profético. (8:11-18; 12:1-17) No início, Saul revela ser homem modesto, que tinha o espírito de Deus (9:21; 11:6), mas seu bom-senso se obscureceu e seu coração ficou amargo ao passo que diminuía seu amor pela justiça e sua fé em Deus. (14:24, 29, 44) Suas ações anteriores de zelo foram anuladas pelos seus atos posteriores de presunção, desobediência e infidelidade a Deus. (1 Sam. 13:9; 15:9; 28:7; Eze. 18:24) A sua falta de fé gerou insegurança, transformando-se em inveja, ódio e assassínio. (1 Sam. 18:9, 11; 20:33; 22:18, 19) Morreu assim como viveu, faltando com o dever para com seu Deus e para com seu povo, e constitui um aviso para qualquer indivíduo que venha a ser ‘obstinado’ como ele foi. — 2 Ped. 2:10-12.

No entanto, há o contraste com o bem. Por exemplo, note-se a conduta do fiel Samuel, que serviu Israel por toda a vida, sem usar de fraude, parcialidade ou favoritismo. (1 Sam. 12:3-5) Mostrava-se ansioso por obedecer desde a sua infância (3:5), era cortês e respeitoso (3:6-Cool, fidedigno no cumprimento de seus deveres (3:15), inabalável na sua dedicação e devoção (7:3-6; 12:2), disposto a ouvir (8:21), pronto a apoiar as decisões de Jeová (10:24), firme no seu julgamento para com quem quer que fosse (13:13), firme na obediência (15:22), perseverante no cumprimento de incumbências (16:6, 11). Era também alguém que recebeu testemunho favorável dos de fora. (2:26; 9:6) Não somente deve o seu ministério na mocidade incentivar os jovens a empreender o ministério hoje em dia (2:11, 18), mas a sua perseverança nele, sem parar, até o fim de seus dias, deve reconfortar os desgastados pela idade. — 7:15.

 Há, também, o notável exemplo de Jonatã. Ele não manifestou rancor por ser Davi ungido para ser rei do reino que ele poderia ter herdado. Ao contrário, reconheceu as excelentes qualidades de Davi e fez um pacto de amizade com ele. Similar companheirismo desinteresseiro pode ser grandemente edificante e encorajador entre os que hoje servem fielmente a Jeová. — 23:16-18.

 Para as mulheres, há o exemplo de Ana, que acompanhava regularmente seu esposo ao lugar de adoração de Jeová. Era mulher humilde, voltada a orações, e renunciou ao companheirismo de seu filho para manter a sua palavra e mostrar apreço pela bondade de Jeová. Foi deveras maravilhosa a sua recompensa ao vê-lo entrar no serviço frutífero de Jeová, por toda a vida. (1:11, 21-23, 27, 28) Além disso, há o exemplo de Abigail, que demonstrou submissão feminina e sensatez, o que lhe granjeou o louvor de Davi, de modo que mais tarde ela se tornou sua esposa. — 25:32-35.

 O amor de Davi por Jeová é expresso de modo comovedor nos salmos que compôs enquanto perseguido no ermo por Saul, o “ungido de Jeová” que caíra no pecado. (1 Sam. 24:6; Sal. 34:7, 8; 52:8; 57:1, 7, 9) E, com que sincero apreço, Davi santificou o nome de Jeová, quando lançou o desafio ao escarnecedor Golias! “Eu chego a ti com o nome de Jeová dos exércitos . . . No dia de hoje Jeová te entregará na minha mão, . . . e pessoas de toda a terra saberão que existe um Deus que pertence a Israel. E toda esta congregação saberá que não é nem com espada nem com lança que Jeová salva, porque a Jeová pertence a batalha, e ele terá de entregar-vos na nossa mão.” (1 Sam. 17:45-47) Davi, o corajoso e leal “ungido de Jeová”, magnificou a Jeová como sendo Deus de toda a terra e a única Fonte real de salvação. (2 Sam. 22:51) Sigamos sempre este corajoso exemplo!

 O que nos informa o livro de Primeiro Samuel sobre o desenrolar dos propósitos de Deus concernentes ao Reino? Ah! isto nos leva ao verdadeiro ponto alto deste livro da Bíblia! Pois é aqui que conhecemos a Davi, cujo nome significa, provavelmente, “Amado”. Davi era amado de Jeová e escolhido como o ‘homem que agradou ao seu coração’, aquele que era apto para ser rei em Israel. (1 Sam. 13:14) Assim, o reino passou para a tribo de Judá, em harmonia com a bênção de Jacó, em Gênesis 49:9, 10, e a realeza havia de permanecer na tribo de Judá, até que viesse o Governante, a quem pertence a obediência de todos os povos.

 Além do mais, o nome de Davi está associado com o da Semente do Reino, que também nasceu em Belém, da linhagem de Davi. (Mat. 1:1, 6; 2:1; 21:9, 15) Trata-se do glorificado Jesus Cristo, o “Leão que é da tribo de Judá, a raiz de Davi”, e “a raiz e a descendência de Davi, e a resplandecente estrela da manhã”. (Rev. 5:5; 22:16) Regendo no poder do Reino, este “filho de Davi” mostrará toda a firmeza e coragem de seu ilustre antepassado em lutar contra os inimigos de Deus até os derrubar, e em santificar em toda a terra o nome de Jeová. Quão forte é a nossa confiança nesta Semente do Reino!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
livro de 1 samuel
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» doença hpv
» A traça e os livros
» A Sinagoga de Satanás
» O livro de Tiago não foi inspirado por Deus?
» Indicação de livro de Física

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
À Procura da Verdade :: Outros assuntos :: Composição da bíblia :: Por que estes livros compõe a bíblia ?-
Ir para: